Como as transportadoras cobram o frete? Saiba quais são as principais variáveis que impactam na composição do frete

31/ 12/ 2020

O transporte de mercadorias é algo fundamental para as empresas, indústrias e comércio. Através dele, é possível alcançar clientes em diversas localidades, sendo indispensável para o crescimento do negócio. Porém, os custos inerentes desse serviço nem sempre são fáceis de serem visualizados, sendo seus cálculos dependentes de diversos fatores e variáveis. Com isso, esse post visa trazer informações e conceitos importantes que fazem parte da composição do cálculo do frete, para que você possa entender melhor como tudo é realizado, facilitando o entendimento e permitindo que o seu planejamento de transporte seja feito de forma mais eficiente, evitando gastos desnecessários.


Cálculo do Frete
O cálculo do frete é composto por diversos fatores. Dentre eles, é necessário verificar em qual modalidade de transporte sua carga irá se enquadrar. Além disso, o peso, volume, origem, destino, valor da mercadoria dentre diversos outros fatores impactam diretamente no valor do
frete que será cobrado.

A seguir, mostraremos as modalidades de transportes mais utilizadas no mercado, bem como as variáveis que impactam no valor cobrado pelas transportadoras.


Modalidades de Transporte
Dedicada
A carga dedicada, ou então a fechada, é aquela em que o transporte se realiza em praticamente três etapas: Coleta, transferência e entrega. Nesta modalidade, a carga é coletada no fornecedor e entregue diretamente no destinatário, havendo somente a carga do contratante.


Fracionado
O transporte de carga fracionada é aquele no qual as mercadorias ocupam frações da capacidade total do veículo. Neste modelo, as transportadoras consolidam cargas de diversos clientes em um mesmo veículo, visando utilizar ao máximo a capacidade do caminhão. Diferentemente das cargas dedicadas e fechadas, no fracionado, a carga passa por mais etapas, consequentemente, necessita de um tempo maior para ser entregue.


Subcontrato
O subcontrato normalmente ocorre quando há trechos em que a transportadora não possui rotas frequentes, porém, consegue realizar o serviço com transportadoras parceiras. Essa prática é similar a uma terceirização, porém, é a transportadora que se responsabiliza por toda a gestão envolvida no processo.


Redespacho

O redespacho é muito similar ao subcontrato, com a diferença que a transportadora realiza uma etapa do transporte, recolhendo a mercadoria no remetente e contratando uma transportadora para realizar a entrega final da carga. Isso ocorre quando a transportadora não atende a totalidade do percurso, sendo necessário que haja a contratação de outra empresa para finalizar a rota. Esta é um procedimento muito importante para as empresas de transporte, pois permite com que ela faça parceria com outras empresas, permitindo aumentar a sua área de atuação.


Variáveis que impactam no valor do frete:
Distância
A distância é um fator extremamente importante para o cálculo do frete. Quanto maior a distância, maior será o tempo dedicado para a realização do transporte, podendo ser realizados em várias etapas. Esses fatores resultam em um maior trabalho para a transportadora, consequentemente, aumentando seus gastos.


Peso da carga
Os veículos de transporte possuem capacidade limitada. O peso da mercadoria influencia diretamente na quantidade de carga que poderá ser transportada em um caminhão. Além disso, quanto mais peso o veículo transporta, maiores são os desgastes do veículo e seu consumo de combustível. Sendo assim, é um fator crucial para a determinação do valor do frete.


Cubagem
Algumas mercadorias não possuem grandes pesos, porém, ocupam muito espaço no veículo. Dessa forma, mercadorias volumosas ocupam um espaço que poderia ser utilizado por diversas outras cargas que possuem um volume menor, porém mais pesadas. Para corrigir e tornar o cálculo mais justo, é aplicado o que no transporte é chamado de cubagem.


A cubagem visa converter o volume do caminhão em peso. Para isso, diversas transportadoras utilizam o fator de conversão da forma em que uma mercadoria de 300kg é equivalente a um espaço de 1 m³, podendo variar de uma transportadora para outra.
Ou seja: Se sua mercadoria possui 100 kg, mas a sua medida é de 1m x 1m x 1m, a transportadora irá considerar que ela possui 300 kg
De forma geral, para saber a cubagem da sua carga basta fazer a seguinte multiplicação: Altura (m) x Largura (m) x Profundidade (m) x Quantidade de volumes x Fator de conversão (normalmente 300kg).
O peso a ser utilizado será aquele que apresentar o maior valor entre a cubagem e o peso real.


Valor da Nota Fiscal

O valor da Nota Fiscal é importante ao se calcular o frete, pois ao embarcar mercadorias, as transportadoras contratam o seguro para a carga, que são calculados através do valor da nota fiscal. Além disso, dependendo do seu valor, pode ser necessária a contratação do serviço de escolta, que acompanhará o veículo durante todo o percurso, aumentando o
valor que será cobrado pelo frete.


Local de Coleta e Entrega
Podemos dividir o transporte em basicamente 3 etapas: Coleta, transferência e entrega. Porém, em alguns casos, é possível que o cliente entregue a mercadoria na unidade da transportadora. Essa é uma alternativa que traz maior agilidade no embarque das mercadorias. Porém, há casos em que a coleta e/ou entrega sejam de difícil acesso, ou então demandam muito tempo para realização do serviço, tais como fila de espera, agendamento de horário de carga e descarga, locais de difícil acesso para veículos pesados, dentre diversos outros fatores. Nestes casos, normalmente aplicam-se taxas de
dificuldade de coleta ou entrega, comumente chamadas de TDA (Taxa de Dificuldade de
Acesso) e TDE (Taxa de Dificuldade de Entrega). Estes valores variam de empresa para empresa, porém, é algo a ser considerado na composição do frete.


Taxas
De forma geral, além dos valores resultantes do peso da mercadoria e da distância em que ela irá percorrer, o frete ainda pode ser acrescido de algumas taxas, sendo as principais:
● TDA, TDE, TDC e TRT – Taxa de dificuldade de acesso, entrega, coleta e restrição de transito, respectivamente. Serão cobradas quando houverem situações em que há filas de entrega/coleta, serviços fora do horário comercial, locais com restrição de trânsito, dentre outros.
● Taxa de Paletização – É cobrada quando a transportadora é exigida a paletizar a carga quando a mesma vem solta do fornecedor.
● Taxa de armazenagem – É uma taxa cobrada quando o remetente ou destinatário solicita que a mercadoria fique armazenada no galpão da transportadora por um período além do prazo de entrega.
● Gerenciamento de Risco (GRIS) – Taxa cobrada para proteger a carga de furto ou roubo, geralmente aplicado sobre o valor total da nota fiscal.
Desta forma, podemos concluir que o cálculo do frete é composto por diversos fatores, porém, se bem planejado, é possível minimizar os custos.


A Picorelli Transportes está há 90 anos no mercado, prestando serviços ágeis e com qualidade.


Nossa equipe é altamente capacitada e estamos à disposição para oferecer o serviço que mais se adeque às suas necessidades. Ficou interessado? Entre em contato conosco e faça já a sua cotação!

Leia Também




2022 Picorelli Transportes. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a autorização escrita da Picorelli Transportes.