Notícia

Como o ESG impacta a satisfação dos colaboradores?

Entenda como as práticas de ESG podem ajudar a reduzir a rotatividade e impulsionar a felicidade dos colaboradores

 

Nos últimos anos, um conceito tem ganhado destaque no mundo corporativo: o ESG. Traduzida do inglês, a sigla representa uma estratégia Ambiental (Environmental), Social e de Governança, que molda a imagem e a conduta de uma empresa, além de ter um impacto profundo na satisfação e no engajamento dos colaboradores. 

 

De acordo com pesquisas recentes, companhias que adotam práticas sustentáveis e responsáveis têm registrado níveis significativamente mais altos de contentamento entre seus funcionários do que aquelas que não o fazem.

 

Um estudo, conduzido pela startup Humanizadas, por exemplo, apontou que empresas que seguem diretrizes ESG, conseguem manter profissionais mais felizes em suas posições. A pesquisa ouviu, entre 2020 e 2022, mais de 30 mil stakeholders do mercado financeiro – incluindo lideranças, trabalhadores, clientes, parceiros e comunidades. 

 

Nessas organizações, cerca de 85% dos funcionários alegam satisfação e recomendam a empresa para outros profissionais

 

Já quando pensamos nos números gerais do mercado, os resultados diferem. Uma pesquisa do LinkedIn, que entrevistou quase 23 mil profissionais de diversas áreas e países, revelou que 60% dos profissionais estão insatisfeitos com o emprego atual e 20% procuram por uma nova posição.

 

Essa diferença substancial sugere que as práticas de ESG têm o potencial de abordar um desafio persistente enfrentado por muitas empresas: a alta rotatividade de funcionários. 

 

De acordo com a consultoria McKinsey & Company, a rotatividade de funcionários pode gerar um impacto negativo de até 15% nos resultados das organizações. Isso porque a perda de talentos acarreta custos significativos e impacta diretamente a produtividade dos demais colaboradores. Além disso, pode comprometer a credibilidade da empresa e resultar em uma imagem negativa perante clientes e concorrentes.

Mas como exatamente o ESG contribui para melhorar a satisfação dos colaboradores?

Propósito e engajamento

 

Empresas com forte compromisso com práticas ESG transmitem um senso de propósito e pertencimento maior aos seus funcionários. Os colaboradores se sentem mais conectados ao trabalho que realizam quando percebem que estão contribuindo para algo positivo, seja através de práticas ambientais sustentáveis, apoio à comunidade local ou políticas de governança transparentes.

Ambiente de trabalho saudável

 

Práticas ESG muitas vezes estão associadas a políticas que promovem um ambiente de trabalho seguro, saudável e inclusivo. Isso inclui desde políticas de diversidade até a inclusão de programas de segurança e bem-estar que demonstram preocupação com a saúde física e mental dos funcionários.

Reputação da empresa

 

Organizações que são vistas como líderes em sustentabilidade e responsabilidade social tendem a atrair e reter talentos de alta qualidade. O prestígio de trabalhar para uma empresa com uma boa reputação ESG pode ser um fator decisivo para muitos profissionais na escolha de onde desejam construir suas carreiras.

Alinhamento de valores

 

Colaboradores valorizam cada vez mais a transparência e a responsabilidade das empresas onde trabalham e as que demonstram comprometimento com práticas éticas e responsáveis ​​têm maior probabilidade de conquistar pessoas cujos valores pessoais estão alinhados com os valores corporativos.

Práticas ESG na Picorelli Transportes

Estamos intensificando nosso compromisso com as práticas sustentáveis, incorporando medidas relacionadas ao ESG em nossas operações e buscando influenciar positivamente todos os nossos stakeholders.

 

Integramos a maior iniciativa voluntária de sustentabilidade corporativa do mundo, o Pacto Global da ONU no Brasil, que mobiliza a comunidade empresarial na adoção e na promoção, em seus negócios, de dez princípios universalmente aceitos nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Combate à Corrupção.

 

Em conformidade com esse propósito, o planejamento estratégico da Picorelli Transportes que ocorrerá de 2024 a 2028 prevê ações ligadas aos três pilares do ESG: Ambiental, Social e de Governança. 

Investir em ESG não é apenas uma tendência passageira

A implementação de diretrizes ESG é uma abordagem fundamental para construir empresas mais resilientes, sustentáveis e atraentes para os talentos do futuro e uma estratégia inteligente para promover um ambiente de trabalho mais satisfatório e engajador. 

 

Ao focar em práticas que beneficiam o negócio, colaboradores e a comunidade em geral, as empresas podem reduzir a rotatividade de funcionários, impulsionar a felicidade dos colaboradores e fortalecer sua posição no mercado como um empregador de escolha.

 

Quer continuar acompanhando conteúdos como esse? Fique de olho no nosso blog!