Outubro Rosa: foco na saúde e na prevenção

18/ 10/ 2019

O Outubro Rosa é um movimento que tem como objetivo conscientizar sobre o câncer de mama e, com isso, contribuir com a prevenção e com a redução dos casos da doença. Por acreditar que a melhor forma de prevenção é o conhecimento e ter acesso às informações, criamos este artigo com o intuito de informar sobre o câncer de mama e sobre como se prevenir.

Riscos do câncer de mama

Entre os tipos de câncer que mais vitimizam mulheres no mundo, o câncer de mama é um dos mais comuns. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2018 foram constatados cerca de 59.700 novos casos de câncer de mama no Brasil. 

Apesar dos números que assustam, a boa notícia é que mais de 98% dos casos são curáveis se descobertos precocemente, diminuindo os casos que necessitam da retirada dos seios, que é o procedimento chamado mastectomia. 

Como se prevenir

Para evitar a doença a melhor alternativa é realizar os procedimentos de prevenção. Um deles é o autoexame, que é uma das maneiras da mulher descobrir os primeiros sinais do câncer apalpando a sua própria mama. Caso ela note alguma anormalidade, é indispensável procurar um especialista o mais rápido possível. 

O autoexame deve ser feito todo mês, geralmente uma semana após o fim da menstruação. Outra maneira de se prevenir é realizar periodicamente o exame de mamografia.  

Sintomas do câncer de mama

O primeiro sintoma e também o mais comum é o aparecimento de um nódulo no seio. Normalmente ele é indolor, duro e irregular, porém, existem alguns que são mais macios e flexíveis.

Outros sintomas do câncer de mama são: 

– Edema cutâneo (na pele), semelhante à casca de laranja;

– Retração cutânea;

– Dor;

– Inversão do mamilo;

– Hiperemia;

– Descamação ou ulceração do mamilo;

– Secreção papilar, especialmente quando é unilateral e espontânea.

Ao notar qualquer anormalidade, é essencial procurar um médico especialista imediatamente para que, caso exista a doença, ela seja descoberta e tratada precocemente. 

A Picorelli Transportes se preocupa com a segurança de uma forma geral. Para nós, tão importante quanto transportar as cargas de forma segura, é contribuir com a saúde dos nossos clientes. Portanto, cuide-se e mantenha sua saúde com boa qualidade. 

Leia Também


O que é B2B?

As expressões B2B e B2C determinam o tipo de cliente para o qual um produto ou serviço é destinado. No caso do B2B (Business to Business), as transações são feitas entre duas empresas. Ou seja, uma empresa que presta serviço ou vende algo para outra. Já o B2C (Business to Commerce) a venda é feita para o consumidor final, tendo como objetivo apenas o consumo. 

Para o modelo B2B pode-se definir como um negócio de empresa para empresa, em que uma é o fornecedor e a outra é o cliente. O principal fator que difere o que é B2B do modelo B2C está justamente no tipo de cliente que adquire o produto ou serviço. A escolha entre B2B ou B2C é de extrema importância, pois determina ainda quais serão as estratégias adotadas para estabelecer um relacionamento com os clientes e aumentar as vendas. 

Quando se trata do transporte, podemos encontrar algumas diferenças para as empresas que trabalham com um tipo de modelo ou com o outro. 

  • Os transportes em B2B geralmente ocorrem levando-se em consideração um certo nível de “urgência” para atendimento aos clientes. Isto ocorre devido a possibilidade da entrega do pedido dentro do prazo ser um requisito para que a produção do cliente não seja interrompida por falta de materiais. A modalidade business to business possui uma tendência para pedidos maiores no formato de lotação. Porém, entende-se também que o transporte de cargas fracionadas para o B2B possa ser uma modalidade interessante para que as empresas facilitem os processos de entregas, ainda mais com cargas que não ocupam todo espaço do veículo. Isso facilitará o sistema de distribuição de suas mercadorias de modo a reduzir os seus respectivos custos e mantendo-se toda a qualidade e segurança necessária. Vale lembrar que uma das mais relevantes vantagens do transporte de cargas fracionadas refere-se aos custos dos fretes nessa modalidade, que por sua vez, costumam ser mais em conta dado que os mesmos são divididos entre os clientes que estão sendo atendidos, diminuindo assim, os custos das operações.
  • Os transportes em B2C trabalham, na maioria das vezes, com cargas de pequeno porte e em maior número. Este fato torna possível o aproveitamento da melhor forma a capacidade da frota, destinando mais de um veículo para a realização das entregas. Dessa forma, os fretes podem ser diferenciados em fracionados ou enquadrados na modalidade lotação, ambos buscando a forma mais eficaz para a otimização da operação. 

Devido a estas diferenças, não podemos definir um modelo de transporte “único” que seja o ideal para cada um destes dois tipos de atendimento. No caso dos modelos B2B, em cada tipo de negócio existem particularidades relacionadas ao tipo de produto, atendimento, demanda, especificações técnicas e necessidade de reposição que deverão ser levados em consideração no momento da opção do tipo de transporte. Por sua vez, o modelo B2C, apesar de ter uma tendência para atuação com modelos de transportes fracionados, também poderá optar por transportes via lotação de acordo com as especificações do transporte a ser realizado.

A Picorelli Transportes possui foco no atendimento ao mercado B2B. Se sua empresa precisa de prazo e comprometimento, veja nossas cidades atendidas pelo nosso site e entre em contato! 

Fonte:

BSOFT, Confira o que é o modelo de distribuição B2B e suas especificações; Disponível em: https://bsoft.com.br/blog/distribuicao-b2b/Acesso em 02 de maio de 2021



2021 Picorelli Transportes. É proibida a reprodução do conteúdo dessa página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a autorização escrita da Picorelli Transportes.